sábado, 25 de maio de 2013

Check, jogador que afirma ter 3.000 gols

Check (3)
História de Check vai virar documentário do jornalista Wesley Machado (Arte: Luciano Azevedo)
Essa matéria é uma contribuição de Wesley Machado ao Verminosos.
Ele veste a camisa de mesmo número de Romário, a 11. Jocelino, o Check, afirma ter 1.032 gols registrados. Trinta a mais do que o baixinho. Contabilizando-se gols em peladas, a conta chega a mais de 3.000. Uma marca do tamanho de sua fama em Campos dos Goytacazes (RJ).
Aos 57 anos, Check disputa o campeonato “Cinquentão” da cidade. Nas duas primeiras rodadas, ele não marcou um golzinho sequer. Na primeira, derrota de 1 a 0 do seu time, o Aventureiro do distrito Guarus. Na segunda, empate em 0 a 0 e um gol anulado de Check.
Check (2)
Check, de 57 anos, disputa o campeonato “Cinquentão” (Fotos: Acervo pessoal)
O jejum já incomoda o artilheiro. Check não balança as redes desde que marcou oito gols no dia 30 de abril, na pelada semanal no Folha Seca, clube que leva o nome da batida de falta inventada pelo meia Didi, bicampeão mundial com a seleção brasileira.
No dia 1º de maio, Check foi impedido de jogar o Torneio do Trabalhador entre servidores municipais da Prefeitura de Campos. O organizador do torneio, Sérgio Vilaça, alega que Check não havia sido inscrito.
Anularam um gol meu”. Check, surpreso e indignado.
Os amigos confirmam que Check é um grande artilheiro. Por isso, decidi fazer um documentário sobre sua trajetória no futebol. O filme, que já começou a ser gravado, terá o título “Check, uma lenda do futebol”. A ideia é inscrevê-lo no Festival de Cinema de Futebol (Cinefoot) de 2014.
Check (1)
Check com a camisa do Americano, seu time de coração em Campos (RJ)
Check nasceu em Lagoa de Cima, no distrito de Morangaba. Foi para o Centro para fazer um teste no Campos Atlético Associação, que completou 100 anos em 2012, mas está afastado dos profissionais desde 1989, quando disputou a 3ª divisão do Rio de Janeiro.
Em mais de 40 anos de carreira, Check jogou em times com nomes conhecidos, como Barcelona, do Parque Lebret; Palmeiras, de Custodópolis; Vasco, de Lagoa de Cima; e Fluminense, da Pecuária.
Cada uma dessas camisas viu incontáveis gols. Incontáveis não, Check contabilizou todos, e garante: marcou o mesmo número de gols que Pelé, Romário e Túlio juntos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário